terça-feira, 31 de julho de 2018

"Se queres ser universal, fala de tua aldeia"
                                                     Tolstoi

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Encontrei, por acaso, e achei oportuna:
Qual a diferença entre revolução e golpe?
Revolução designa uma transformação profunda, um movimento de grandes proporções que rompe com o que existia até então. Geralmente ela surge das bases da sociedade e envolve um grande número de pessoas, alternando as estruturas políticas e sociais. A revolução Francesa, de 1789, é um exemplo. Ela contou com o envolvimento popular nas cidades e no campo e transformou a ordem vigente. Já os golpes são uma iniciativa de elites políticas, econômicas e militares, não envolvendo a população, mesmo que às vezes, contem com o apoio popular. Dificilmente um golpe promove mudanças profundas. Em geral, eles ocorrem para preservar ou restaurar determinada situação política, como o que nasceu no Brasil em 1964. Uma cúpula militar apoiada por políticos destituiu o presidente João Goulart (1919-1976). Não havia um clamor popular para essa ação, embora parte da opinião política tenha dado apoio a ela. A ideia era frear que se anunciavam.
Consultoria à revista Nova Escola em agosto de 2011, André Lopes Ferreira, doutor em História pela Unesp.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

                      Começar de novo...

         Tentando organizar a casa e as ideias para o início do Ano Letivo de 2016, fui revisar minhas revistas antigas com o objetivo de rever alguns artigos interessantes e descartar algumas para serem usadas pelos alunos em uma atividade que pretendo realizar com eles, logo nos primeiros dias. Encontrei um artigo muito interessante sobre Bertrand Russell, escrito por Marcio Ferrari, publicado na revista Nova Escola (junho/julho de 2006). No artigo é apresentado uma biografia do filósofo britânico e foram destacadas algumas de suas grandes frases como por exemplo:
         "Com os métodos modernos de educação e propaganda, tornou-se possível doutrinar toda uma população com uma filosofia que não tem bases racionais para ser verdadeira"
         " O problema é que os imbecis são categóricos; e os inteligentes, cheios de dúvidas"
          Após muitas reflexões sobre a mídia que mais nos atinge (televisão, internet) e o retorno as aulas, as suas noticias sobre o novo ano, cheguei aquela conclusão de sempre: os grandes pensadores da educação são sempre muito atuais, demonstrando sua grandeza e sabedoria porque a educação não muda. Segundo Russel, a missão civilizatória e pacificadora da escola só pode ser assegurada com uma nova mentalidade.
          Fico feliz que, apesar de estar nos últimos anos de docência, ainda tenho vontade de mudar e ver algumas coisas mudarem para melhor.
          Amanhã, dia 25/02, abriremos os trabalhos do novo ano letivo na rede estadual de ensino público de Jaguarão. Bom ano para todos.

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Mensagens de Boas      

Vindas

Miguel Unamuno









Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos.